quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

it is the end of world as we know

"Em meados de abril de 2011, a mídia revelou que o governo chinês havia proibido a exibição, em cinemas e na TV, de filmes que falassem de viagens no tempo e histórias paralelas, argumentando que elas trazem frivolidade para questões históricas sérias – até mesmo a fuga fictícia para uma realidade alternativa é considerada perigosa demais. Nós, do mundo Ocidental liberal, não precisamos de uma proibição tão explícita: a ideologia exerce poder material suficiente para evitar que narrativas históricas alternativas sejam interpretadas com o mínimo de seriedade. Para nós é fácil imaginar o fim do mundo – vide os inúmeros filmes apocalípticos –, mas não o fim do capitalismo." Zizek, no Occupy Wall St., 2011

Ilustração: Steve Cutts

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

gritaram-me negra

Noir negra


quarta-feira, 30 de julho de 2014







Ótimo fime para reflexão


O homem em sua ânsia por dominar a natureza se esqueceu vem da mesma? O mundo moderno vai deixar todos nós doentes? Seriam os índios o futuro da humanidade?

 La belle verte de 1996 é uma critica bem humorada a nossa sociedade 'atual'


terça-feira, 6 de maio de 2014



Ótimo documentário sobre a pixação, trilha sonora do caralho.

Arte de verdade, se liga mané.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Me enterrem com os trotskistas
na cova comum dos idealistas 
onde jazem aqueles 
que o poder não corrompeu.

Leminski

sexta-feira, 25 de outubro de 2013


“Devemos estudar as drogas. Devemos experimentar as
drogas. Devemos fabricar boas drogas – suscetíveis de produzir 
um prazer muito intenso. (...) As drogas fazem parte da nossa 
cultura. Da mesma forma que há boa música e má música, há 
boas drogas e más drogas. E, então, da mesma forma que não 
podemos dizer que somos ‘contra’ a música, não podemos dizer
que somos ‘contra’ as drogas.”

Michel Foucault